FECHAR
1
?
b
b
DESTINOS
?
BUSCA
m
ASSINE
n
p
FECHAR BUSCA
X
Receba nossos posts em seu e-mail.



?
Day Trip

Conhecendo Os Jardins de Monet

26 de junho de 2015 | POR Nini Ferrari
Giverny - França
Follow my blog with Bloglovin

Com certeza esse foi o passeio mais desejado por mim desde que cheguei em Paris, e esse era um desejo antigo. Quando vim pela primeira vez, com a minha mãe em julho de 2011, tínhamos apenas alguns dias livres antes de nos juntarmos a um grupo de turistas e pretendíamos aproveitar algum desses dias para ir até Giverny conhecer os Jardins de Monet, infelizmente eu passei mal logo no nosso primeiro dia, e a primeira semana inteira da viagem ficou um pouco comprometida e não conseguimos ir até lá. Na segunda vez, em dezembro de 2011, passei uma semana na cidade com o Vinny, mas nessa época não estava aberto por ser inverno na Europa.

Agora na minha terceira vez em Paris, em plena primavera, não havia desculpas para não ir... e olha que acabamos indo para Giverny, somente no nosso segundo mês, na metade de junho, o que acabou sendo quase um erro, pois quanto mais próximo a julho, mais cheio as coisas vão ficando, e tanto o trem quanto a cidade estavam lotados.

giverny-6

Pegamos o trem na Gare Saint Lazare, direção Rouen, as 10:20 e em 1h descemos em Vernon. Chegando em Vernon, você pode ir até Giverny que fica a apenas 6km de distância, de 3 maneiras: de ônibus, de bicicleta ou a pé.

Os ônibus partem da própria estação de trem, mas as filas estavam enormes e logo descartamos essa opção. Resolvemos alugar bicicletas, mas ainda na fila eu desisti, pois havia anos que não subia em uma bicicleta e além disso eu adoro ir parando no caminho para fotografar, entrar em uma ruela e coisa e tal e achei que ficaria um pouco presa com a bike. Como nós gostamos bastante de fazer coisas a pé, optamos por ir andando. O caminho ainda na cidade de Vernon é bastante agradável, passa por uma pequena parte da cidade, atravessa o Rio Sena, passa por áreas de piqueniques e até por um castelinho, porém a seguir vem uma longa parte margeando a estrada, sem muitos atrativos, e no fim acabamos achando que não valeu a pena fazer o caminho a pé e na volta pegamos o ônibus.

giverny

Quando chegamos em Giverny encontramos aquele clima pacato de cidade pequena, que passei a amar após nosso tempo na Toscana. Seguindo pela Rue Claude Monet, a primeira atração foi a igrejinha da cidade, singela mas bonita. Nós não sabíamos, mas ali ao lado da igreja está enterrado Monet e parte da sua família, num túmulo cheio de flores, como ele gostava, uma grande surpresa para nós.

Mais adiante, passamos pelo Hotel Baudy, famoso por ter hospedado diversos artistas e hoje ser um dos melhores restaurantes da região, e então chegamos a parte mais movimentada, o entorno da entrada para os famosos Jardins de Monet.

Contive minha ansiedade e antes de entrar, almoçamos as baguetes que eu havia preparado para um piquenique. Atenção, lá dentro não é permitido comidas e bebidas, e na verdade nem existe espaço para isso, tudo é rodeado de flores, plantas e pessoas.

giverny-2

Passeamos com calma por todo o jardim, atravessamos a passagem subterrânea e chegamos ao Jardim das Águas, a parte mais famosa da visita, onde se localiza a ponte japonesa e inúmeras ninfeias, ou flores de lótus. Essa também é a parte mais concorrida, e o ideal é chegar cedo para não pegar os corredores e pontes tão lotados, como aconteceu conosco, ainda assim os detalhes de flores, os reflexos na água e a obra de arte criada por Monet, te fazem querer fotografar tudo, a todo momento.

Impossível não lembrar de tantos quadros que foram retratados ali, mas para mim, a série Les Nympheas do Museu L’Orangerie, consegue ser ainda mais bonita e emocionante que o próprio jardim, quem visita a casa de Monet, deveria obrigatoriamente visitar o L’Orangerie, os dois locais se complementam e só assim é possível entender a belíssima visão que o artista tinha do seu próprio jardim.

giverny-4
giverny-7

Deixamos a casa para o final, e todo cuidado e delicadeza que encontramos em seu jardim, são traduzidos do lado de dentro também. Detalhes por todos os cantos, e muitas, mas muitas gravuras japonesas, além da vista linda de seu jardim através das janelas. O maior destaque é seu ateliê, com grandes janelas luminosas, e réplicas de obras de arte pelas paredes, mas acho que o que mais gostei foi vista das janelas no andar de cima e a cozinha com seus azulejos azuis e panelas de cobre.

giverny-9
giverny-14
giverny-11

Difícil foi dizer tchau e confesso que enrolei um pouquinho para ir embora, mas ainda tínhamos o Museu dos Impressionistas para visitar, com uma das exposições mais completas de Degas, e quadros de Monet que eu nunca havia visto antes e dificilmente reconheceria como sendo de Monet. Para falar a verdade, fiquei um pouco decepcionada com o tamanho do museu, e não sabia que ele é apenas para mostras temporárias, então se você não for maluco por museus e principalmente pelo impressionismo, acho que não vale tanto a pena. Agora, para completar a visita aos Jardins de Monet e realmente conhecer sua obra, os museus D’Orsay, L‘Orangerie e Marmottan Monet em Paris são imperdíveis.

Saiba mais sobre a cidade e como chegar em Giverny clicando aqui, e confira nossa galeria de fotos dos Jardins de Monet, clicando aqui!

RESERVE SUA VIAGEM AQUI
Reserve seu hotel no BOOKING.COM pague em moeda local, sem depósito antecipado e com cancelamento gratuíto. Pelo HOTEIS.COM é possível pagar em Real e ainda parcelar, sem sofrer com a variação do cambio. Ou compare o preço das diárias em diversos sites através do TRIVAGO.
Prefere alugar uma casa, quarto ou apartamento? Cadastre-se no AIRBNB por aqui e ganhe um crédito para a sua primeira hospedagem. (válido apenas para novos cadastros)
Está procurando passagens aéreas baratas? Reserve aqui!
Quer visitar as principais atrações sem pegar fila? Compre seu ingresso antecipado e economize tempo.
Procurando avaliação dos principais hotéis, restaurantes e atrações? O Trip Advisor pode te ajudar.
E não deixe de conferir nossa LOJINHA. Com uma curadoria de guias, livros e acessórios para quem ama viajar.
Reserve através dos nossos links e nos ajude a manter o blog, sem pagar nada a mais por isso!
Tags:
39 s
m
h
RESERVE AQUI
ESCRITO POR
Nini Ferrari
Designer, blogueira, viajante e artista nas horas vagas… Sou apaixonada por fotografia, arte, mapas e lugares novos. Nos últimos anos descobri que ainda não pertenço a um lugar só e a única certeza que tenho é que nunca vou parar de viajar…
CONTINUE LENDO
DEIXE SEU RECADO

Escolha sua plataforma de comentários favorita

Loading Facebook Comments ...
Booking.com
Copyright © 2014 - 2016 - apathtosomewhere.com.br - Todos os direitos reservados | Designed and Created by Studio Lhama
n
Designed and Created by Studio Lhama